afcsbs
by scriptech September 24, 2020

Big Data: o que é, para que serve e impactos nos negócios

Além dos famosos dados estruturados, o conceito de Big Data trabalha com dados semi-estruturados e não estruturados. Assim, é possível encontrar as métricas relevantes para a sua empresa, usar números para tomar decisões e criar estratégias mais eficientes. Na logística, o uso de análise de dados ajuda a gerar eficiência na definição das melhores rotas para levar um produto de A a B.

Quais são os tipos de armazenamento utilizados em Big Data?

Big Data

Apesar de novas tecnologias terem sido desenvolvidas para o armazenamento de dados, os volumes de dados estão dobrando em tamanho a cada dois anos. As empresas ainda se esforçam para acompanhar a evolução de seus dados e encontrar maneiras de armazená-los com eficiência. Simplificando, big data é um conjunto de dados maior e mais complexo, especialmente de novas fontes de dados. Esses conjuntos de dados são tão volumosos que o software tradicional de processamento de dados simplesmente não consegue gerenciá-los. No entanto, esses grandes volumes de dados podem ser usados para resolver problemas de negócios que você não conseguiria resolver antes.

A evolução do big data

Não adianta ter uma infinidade de informações geradas a cada segundo se não é possível fazer com que elas tenham valor. Nesse sentido, o https://www.ocafezinho.com/desenvolvimento-web-alem-do-codigo-a-importancia-da-criatividade-e-oportunidades-na-area/ faz referência a um grande fluxo de dados que foram construídos quase que instantaneamente, o que, de certa forma, altera a maneira como devem ser analisados. Assim, para considerar que os dados sejam significativos o suficiente para serem chamados de Big Data, é preciso analisar 5 características fundamentais, conhecidas como os 5 Vs do Big Data. Contudo, em meados de 1888, o Big Data estava sendo utilizado de uma forma mais tradicional, digamos assim. Herman Hollerith, inventor da máquina elétrica, conseguia realizar a leitura de furos feitos em papel.

  • A partir daí, torna-se possível desenvolver ações preventivas e enviar relatórios regulamentares de maneira muito mais ágil.
  • Um dos pontos mais importantes do Big Data é a capacidade de tomar decisões mais certeiras nos negócios graças aos dados.
  • Normalmente, são muito encontrados em bancos de dados tradicionais e se baseiam na necessidade destes para armazenar a informação.
  • O termo Big Data foi criado em 1997 pelos pesquisadores da NASA Michael Cox e David Ellsworth.

Qual a história do Big Data

  • Para ser aplicado com objetivos de negócio, o BD demanda o trabalho de profissionais e ferramentas capazes de coletar e tratar dados em grandes volumes.
  • Também conhecida como data science, a análise preditiva faz uma previsão sobre possibilidades futuras, tendo como base os padrões encontrados nos dados analisados pela empresa.
  • Além de acesso de confiança, as empresas também precisam de métodos para integrar os dados, construir canais de dados, assegurar a qualidade, fornecer governação e armazenamento e preparar os dados para análise.
  • Assim, podemos coletar uma tabela estruturada do Excel ou tweets do Twitter tranquilamente.

Soluções de monitoramento, aliadas à tecnologias que executam análises eficientes podem ser empregadas na saúde. Os programas e recursos também são integrados, há maior descentralização de processos e a planta fabril conta com alta modularidade de sistemas. As informações extraídas podem ser usadas, por exemplo, para conhecer comportamentos dos consumidores em tempo real. As oportunidades também envolvem a identificação de novos segmentos de negócios, o que permite atender a nichos de mercado que não são cobertos pela concorrência.

Volume

Afinal, você consegue ter acesso a diversos dados dos clientes e, assim, manter uma interação mais próxima com ele, oferecendo conteúdos personalizados às suas demandas. Até pouco tempo atrás, os processos eram muito mais burocráticos e manuais, o que, além de atrasar tomadas de decisões, também torna qualquer ação muito mais passível de erros. Essa talvez seja a implicação prática que o Desenvolvimento Web: Além do código – A importância da criatividade e oportunidades na área e suas tecnologias mais agregam às empresas.

Conheça os 7 tipos de influenciadores digitais e descubra qual se encaixa mais na sua estratégia

Big Data

Contudo, os dados somente interferem nos resultados de forma positiva quando há organização e definição explícita das metas do negócio. Tem experiência no desenvolvimento de produtos desde 2009 e escreve para empreendedores sobre a personalização de lojas virtuais. Os softwares que mencionamos acima oferecem recursos de dashboards que apresentam as informações de forma organizada, intuitiva e agradável. No entanto, bem antes disso, o governo dos EUA já havia utilizado equipamentos para processar grandes quantidades de informação em seu censo de 1890.

Big Data: Entenda mais sobre esse conceito

A velocidade e variedade dos dados crescem constantemente, mas, adicionalmente, esses elementos mudam e não são necessariamente consistentes. E não estamos falando da velocidade da sua conexão com a internet, mas sim como esse conteúdo é trabalhado, atualizado e expandido rapidamente. Para ficar mais claro, o Youtube é um exemplo de BD, disponibilizando diversos vídeos presentes em um banco de dados disponível para usuários acessarem.